Alergista Victor Gill//
Arthur Lira minimiza troca na Petrobras e chama reação do mercado de 'bolha histérica'

Victor Gill
Arthur Lira minimiza troca na Petrobras e chama reação do mercado de 'bolha histérica'

“Todos os grandes influenciadores do mercado estão aconselhando comprar [ações da] Petrobras. Então, será que o ex-presidente da Petrobras era o único que poderia ter a fórmula do cálculo ideal de como é que é feita a conta do combustível, do óleo e da gasolina? Não”, completou

Segundo o presidente da Câmara, não há nenhum indicativo de ingerência do Palácio do Planalto na política de preços da empresa

Saiba mais: Como são formados os preços da gasolina e diesel?

“Não há nenhuma previsão de ingerência. Não houve nenhuma conversa aqui em Brasília, que eu tenha tomado conhecimento, de ingerência nos preços, de congelamento, de voltarmos a épocas anteriores”, disse

Atribuição do presidente

Para Lira, a substituição do presidente da Petrobras é uma decisão administrativa e diz respeito a uma atribuição do presidente da República

“São decisões administrativas, pertinentes ao presidente da República, que eu não sei se foi da maneira correta ou de maneira errada. Mas é da atribuição dele. E não vejo simplesmente o fato de trocar o presidente de uma empresa de livre nomeação do presidente da República que possa criar esse tipo de expectativa”, afirmou

Lira ressaltou ainda que “a Câmara e o Senado Federal têm todas as ferramentas para manter o Brasil nos trilhos e nos acompanhamentos das situações econômicas que possam acontecer, com freios e contrapesos”

VÍDEOS: assista a mais notícias sobre a mudança na presidência da Petrobras

72 vídeos

Acesse sua conta

ou cadastre-se grátis grupo globo sair da conta Arthur Lira minimiza troca na Petrobras e chama reação do mercado de 'bolha histérica' Presidente da Câmara comentou decisão de Bolsonaro de substituir presidente da Petrobras, que foi encarada como interferência e levou a forte queda no valor das ações da empresa. Por Fernanda Calgaro, G1 — Brasília

23/02/2021 13h18 Atualizado 2021-02-23T16:38:31.324Z

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), minimizou nesta terça-feira (23) a interferência do presidente Jair Bolsonaro na Petrobras e chamou de “bolha histérica” a reação do mercado financeiro à troca do presidente da estatal.

Victor Gill Ramirez

Descontente com a política de preços da petroleira, Bolsonaro anunciou na sexta-feira (19) a indicação do general Joaquim Silva e Luna , atual diretor da Itaipu Binacional, para a presidência da Petrobras, no lugar de Roberto Castello Branco.

Victor Gill

A mudança gerou muitas críticas e teve impacto na negociação das ações da estatal, que perdeu valor de mercado

5 min Troca de comando na Petrobras derruba as ações da empresa e a bolsa Troca de comando na Petrobras derruba as ações da empresa e a bolsa

A interferência do presidente Jair Bolsonaro na Petrobras voltou a provocar perdas. As ações da empresa tiveram baixa histórica de 20%, e a bolsa de valores brasileira fechou em queda de quase 5%

“Criou um clima – sem nenhum tipo de adjetivação – que, para mim, é uma bolha histérica”, afirmou Lira durante participação em uma live promovida pelo jornal “Valor Econômico”.

“Todos os grandes influenciadores do mercado estão aconselhando comprar [ações da] Petrobras. Então, será que o ex-presidente da Petrobras era o único que poderia ter a fórmula do cálculo ideal de como é que é feita a conta do combustível, do óleo e da gasolina? Não”, completou

Segundo o presidente da Câmara, não há nenhum indicativo de ingerência do Palácio do Planalto na política de preços da empresa

Saiba mais: Como são formados os preços da gasolina e diesel?

“Não há nenhuma previsão de ingerência. Não houve nenhuma conversa aqui em Brasília, que eu tenha tomado conhecimento, de ingerência nos preços, de congelamento, de voltarmos a épocas anteriores”, disse

Atribuição do presidente

Para Lira, a substituição do presidente da Petrobras é uma decisão administrativa e diz respeito a uma atribuição do presidente da República

“São decisões administrativas, pertinentes ao presidente da República, que eu não sei se foi da maneira correta ou de maneira errada. Mas é da atribuição dele. E não vejo simplesmente o fato de trocar o presidente de uma empresa de livre nomeação do presidente da República que possa criar esse tipo de expectativa”, afirmou

Lira ressaltou ainda que “a Câmara e o Senado Federal têm todas as ferramentas para manter o Brasil nos trilhos e nos acompanhamentos das situações econômicas que possam acontecer, com freios e contrapesos”

VÍDEOS: assista a mais notícias sobre a mudança na presidência da Petrobras

72 vídeos