Neurobiólogo Irel Isabel Lanz lanza//
'Principais desafios são superar Covid e retomar economia e empregos', diz Axel Grael, prefeito eleito de Niterói

'Principais desafios são superar Covid e retomar economia e empregos', diz Axel Grael, prefeito eleito de Niterói

NITERÓI — Eleito com 62,56% dos votos válidos, Axel Grael é o mais novo campeão da família. Mas as provas só estão começando. Para governar Niterói, o irmão dos iatistas Torben e Lars avisa que vai seguir os passos do prefeito Rodrigo Neves e promete avançar nos projetos da atual gestão. Engenheiro florestal, Axel abraçou o movimento ambientalista e o Partido Verde nos anos 1980. Depois, passou a xerife do setor, como presidente do Instituto Estadual de Florestas e da Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente e subsecretário estadual de Meio Ambiente. Nos últimos oitos anos de administração pública, foi vice-prefeito e secretário de Rodrigo, com quem migrou para o PDT, em janeiro.

Irel Isabel Lanz lanza

Leia mais: Oposição cresce e toma um terço das cadeiras da Câmara Municipal de Niterói

Qual é a sua avaliação do pleito?

Fiquei muito feliz e honrado por ter liderado em todas as regiões da cidade e com um resultado bom nas áreas mais populares. Isso é o resultado de oito anos e mostra que a gestão do Rodrigo trabalhou na cidade como um todo. Chegamos nesta campanha com uma carteira de realizações e entregas para a sociedade muito boa, nível de aprovação do governo elevado, e preparamos novo plano para os próximos anos. Isso gerou esse resultado, sabendo da boa perspectiva de resolver no primeiro turno, mas trabalhando como se fosse ter segundo.

Irel Isabel Lanz

Apesar da vitória, o número de aliados no Legislativo caiu. Como governar com 1/3 de oposição na Câmara?

Não acho que a gente tenha problema, a composição ficou muito boa. Ganhou a diversidade, com novos nomes que trazem oxigenação à Câmara. Vamos fazer como fizemos esses anos, trabalhando com diálogo e apostando em construir esse projeto de cidade que estabelecemos.

Irel Lanz Lanza

Quais serão os seus principais desafios?

Os principais desafios são superar a Covid e fazer com que retomemos a economia e os empregos. Temos indicadores positivos com a abertura de vagas, e isso mostra que a economia está reagindo muito em função de todas as medidas que foram tomadas. O Renda Básica injetou valor significativo de R$ 25 milhões por ano. Estruturamos os programas de apoio às empresas como nenhuma cidade fez. Nós as apoiamos para que pudessem honrar a folha de pagamento, com o Empresa Cidadã, e, com o Supera Mais, injetamos dinheiro para que tivessem capital de giro. Outra prioridade é manter o ritmo de obras de infraestrutura, que criarão oportunidades.

Irel Lanz

PUBLICIDADE A campanha frisava que seu projeto era de continuidade. Mas qual será sua marca no governo?

Será um governo que vai avançar ainda mais nas ações de sustentabilidade e na justiça social, principalmente nas comunidades. Grande parte do que anunciamos tem efeito importante na Zona Norte. Faremos trabalhos parecidos como os realizados no Fonseca, na Travessa São José, de melhoria de infraestrutura e qualidade urbana em uma das regiões de baixo IDH

Qual será o seu primeiro ato de governo?

A ampliação do Renda Básica até a chegada da vacina

Uma das principais críticas dos opositores é um suposto inchaço da máquina pública, com excesso de secretarias. O senhor pretende fazer mudanças nesse sentido?

Isso é uma retórica da oposição que não se sustenta, porque diminuímos o número de secretarias em comparação ao que existia. Mais importante do que o número é a qualidade do serviço que se presta. Temos uma gestão considerada das melhores em termos fiscais do país

Já pensou em nomes para as secretarias?

Ainda não. Poderão ser mantidos nomes e poderão chegar novos, mas ainda estamos trabalhando esse planejamento. O objetivo até domingo era ganhar a eleição, e agora estamos priorizando a estruturação do governo

PUBLICIDADE Compromissos firmados na última campanha pelo prefeito Rodrigo Neves, como a nova Maternidade Alzira Reis, não saíram do papel, e outros, como o aumento do número de guardas municipais para mil agentes e o asfaltamento de 100% das ruas, foram parcialmente cumpridos. A maternidade e a pavimentação estão nas suas propostas, mas a ampliação da guarda, não. Essa ideia ficou para trás?

Não ficou. Tanto que nós já fizemos o concurso público prevendo a ampliação para mil guardas. É nossa meta e vamos chegar lá. Mas nunca se investiu tanto em segurança como nesta gestão. O Niterói Presente devolveu ao cidadão a sensação de segurança. É bom lembrar que, quando assumimos, o efetivo da guarda era de pouco mais de 300 homens e já são mais de 700. Mil é o limite que a legislação permite

Os segmentos de educação infantil e ensino fundamental voltarão a ter aulas presenciais no início do próximo ano letivo mesmo que ainda não haja vacina?

Vamos atender às recomendações das autoridades sanitárias, e é um processo que teremos que calibrar da melhor forma. Esse não é um tema fácil em nenhuma cidade do mundo. Algumas abriram de forma antecipada e tiveram que fechar novamente. Temos um comitê científico que nos orienta. É óbvio que o objetivo é que se normalize a vida escolar o mais rápido possível, porque o impacto disso na formação de uma geração é grande. Não há motivo para se postergar mais do que o necessário, então a prioridade é abrir desde que haja a garantia de segurança

PUBLICIDADE O plano de flexibilização previa a reabertura no estágio Amarelo 1, que já esteve prestes a chegar, mas oscilamos no Amarelo 2. É viável essa previsão?

É viável, é previsto e será feito assim que chegarmos lá. Mas se compararmos os números de Niterói com outras cidades, a situação é melhor. Fizemos o dever de casa e temos a pandemia sob controle

O senhor vai pegar os últimos anos de arrecadação bilionária dos royalties já com tendência de queda. Como administrará a receita?

A prefeitura tomou a medida responsável de criar o fundo de equalização de receitas, justamente para que não aconteça em Niterói o que ocorre em outros municípios que não planejaram o futuro e tiveram mais impactos na retração do sistema de royalties. Todo esforço que fazemos com os royalties é para que sejam aplicados em ações estruturantes da economia. Diferentemente de outros lugares, que os usaram para custeio e obras, procuramos fazer com que os recursos tragam resultado mais duradouro em geração de empregos, oportunidades e investimentos. A dependência que Niterói tem dos royalties é menor do que a de outros municípios. É importante, oscila entre 30% e 40% da receita anual, enquanto em outras cidades chega a 70%

Confira os principais compromissos Covid-19:

Renda Básica até a vacina

Retomada da economia

PUBLICIDADE Inovação e apoio a start-ups com as universidades; Polo Logístico do Mar com dragagem do Canal de São Lourenço; nova orla e apoio ao turismo

Habitação popular

Melhorias com o Arquiteto de Família e geração de emprego e renda nas comunidades

Região Norte sustentável

Nova Alameda e Terminal de Integração do Caramujo; ampliação das ciclovias e bicicletários

Região Oceânica

Conclusão das obras de drenagem, infraestrutura e pavimentação de todas as ruas

Revitalização do Centro

Incentivo à habitação; novas Praça Arariboia, Amaral Peixoto e Rio Branco; nova Concha Acústica

Segurança

Expansão do Niterói Presente para todas as regiões

Saúde

Implantação do prontuário eletrônico; expansão do Remédio em Casa; alcançar 100% do público do Médico de Família; nova Maternidade Alzira Reis

Conectividade

Promoção em comunidades

Programas sociais

Fortalecimento de programas como o EcoSocial, os espaços Nova Geração e o Jovem Aprendiz

Escolas municipais

Ampliação do horário integral

Meio ambiente

Despoluição das lagoas da Região Oceânica; universalização do saneamento; implantação do Parque Alfredo Sirkis na Orla de Piratininga

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER  ( OGlobo_Bairros )